O Atlético, ao bater o Dragon Force por 81-64, cumpriu com a sua obrigação para tentar chegar ao 2º lugar, mas dependia sempre do resultado, que não lhe foi favorável, do Terceira Basket. A equipa da Tapadinha construiu uma confortável vantagem durante o 1º período, que depois geriu sem grandes sobressaltos até final do jogo. Com este resultado, os azuis e brancos ficam afastados da competição. No próximo playoff, o Atlético (3º) defronta o Terceira Basket (2º), e o Illiabum que é vencedor da fase regular defronta o SL Benfica B.

Obrigado a vencer para ainda sonhar com o 2º lugar, o Atlético não deixou que o seu adversário criasse expectativas quanto a poder discutir a vitória. E se até aos 8-11, o Dragon Force foi conseguindo manter o jogo fechado, o facto de não ter somado qualquer ponto nos últimos 3.40 do 1º período precipitou que a formação da Tapadinha tivesse disparado no marcador. Com um parcial de 15-0, o clube de Alcântara fechou o 1º quarto a vencer por 26-8, uma diferença que era ainda maior em tempo de intervalo (47-24).

O Atlético dominava a luta das tabelas (22 vs 12), bem como explorava com eficácia os erros dos dragões (14 pontos), e dominava no jogo nas áreas mais próximas do cesto (30 vs 8 pontos no pintado). Não surpreende por isso que a eficácia do conjunto lisboeta nos tiros de dois pontos (17/27 – 63%) fosse alta, o que contrastava com a falta de pontaria dos azuis e brancos da linha dos 6.75 metros (1/13 – 8%).

O 3º período foi mais equilibrado, bem como menos produtivo em pontos (14-14). A forma como o jogo decorria favorecia a equipa do Atlético, pois o relógio avançava sem que visse reduzida a vantagem pontual amealhada no 1º tempo. O Dragon Force acabou por vencer o último período (26-20), sem que isso tenha significado reentrar na discussão pela vitória.

Sérgio Ramos ficou a um ressalto de um duplo-duplo (21 pontos e 9 ressaltos), e João Manuel registou igualmente 21 pontos, a que somou 5 ressaltos e 2 assistências, na equipa do Atlético.

Na equipa do Dragon Force, Nuno Sá (11 pontos e 4 ressaltos) foi o mais concretizador, seguido de perto por José Miranda (9 pontos e 4 ressaltos).

Texto: Carlos Seixas (FPB)


Proliga, 2ª Fase
30 de Abril | Sábado | 18:00H
Pavilhão Eng.º Santos e Castro, em Lisboa.

ATLÉTICO 81-64 DRAGON FORCE
Parciais: 26-8; 21-16; 14-14; 20-26.
MVP: João Manuel

ATLÉTICO: Miguel Barroca (8 pontos/1 ressalto/1 assistência), Jorge Afonso (11//), Jorge Pires (3/5/0), Hugo Aurélio (8/9/1) e Sérgio Ramos (21/9/1).
Jogaram ainda: Miguel Araújo (0/1/0), Tiago Magalhães (4/8/4), Manuel Veloso (0/1/0), Nuno Pinho (0/2/0) e João Manuel (21/5/2).
Suplentes não utilizados: Diogo Leiria e Bruno Coragem.
Treinador: Hugo Sousa