O desporto da bola ao cesto sempre foi muito acarinhado num dos clubes fundadores do Atlético, o União Lisboa. Após a fusão com o Carcavelinhos, o basquetebol só voltou a competir em finais de Outubro de 1942, com o recém-nascido Atlético a receber o Vasco da Gama, equipa portuense e com fortes tradições na modalidade.

Na capital, os vascaínos realizaram três partidas. A primeira com o Belenenses, que empataram 25-25, depois bateram o Algés por 23-22 e, por último, perderam com o Atlético por 37-29. Ou seja, dos três jogos realizados em Lisboa o Vasco da Gama apenas perdeu com o nosso clube.

Início do Campeonato de Lisboa de Basquetebol.
No recinto do extinto Lisgás, situado na Rua D. Luís I, perto de Santos, começou a disputar-se o Campeonato de Lisboa da modalidade, prova em que o Atlético participava pela primeira vez, poucos meses após a sua fundação.
Nesse campeonato participaram doze emblemas. Sporting, Rio Seco, Belenenses, Algés, Carnide, Campo de Ourique, Lisgás, Maria Pia, Benfica, Ateneu, Unidos de Lisboa e, claro, o Atlético.

Na sua estreia em competições oficiais o Atlético empatou, 33-33, com o Unidos de Lisboa, isto há mais de 70 anos atrás, numa altura em que os empates ainda eram permitidos no basquetebol.

Após o empate na ronda inaugural o Atlético acertou o passo e, à oitava jornada do Campeonato de Lisboa, o nosso Clube ocupava o segundo lugar da tabela classificativa com 21 pontos. Em primeiro ia o Benfica, com 22 pontos, e em terceiro o Unidos de Lisboa, com 20 pontos. Já se adivinhava que o título de campeão lisboeta se iria decidir entre estes três emblemas.

Na 10ª ronda o Atlético passaria para a frente do Campeonato de Lisboa, ao vencer o Algés por 51-35 e beneficiando da derrota do Benfica com o Carnide (31-26). O campeonato estava ao rubro. Atlético, Benfica e Unidos de Lisboa lutavam ombro-a-ombro para a conquista do título.

Após a jornada 18, o Benfica deixava a corrida pelo título. O Unidos de Lisboa seguia com um ponto de avanço sobre o Atlético, que havia vencido o Carnide, adversário notável que acabou derrotado por esclarecedores 59-28.

Pouco faltava para o Atlético recuperar a liderança, algo que aconteceria na jornada seguinte. O Unidos de Lisboa cedeu perante o Maria Pia, 32-24, e o Atlético batia o Belenenses por 40-38, numa partida bastante emotiva, e ascendia ao topo da classificação.

Na 20ª Jornada do Campeonato de Lisboa registou-se um resultado surpreendente, com o Atlético a atingir a marca dos 76 pontos na sua partida com o Ateneu. Com as regras que vigoravam na altura, os resultados – regra geral – não passavam dos 30, 40 pontos.
A duas jornadas do fim, o Atlético liderava, mas era perseguido de perto pelos Unidos de Lisboa, que estavam a somente um ponto de distância.

Com a penúltima jornada a não trazer alterações na tabela classificativa, tudo se decidiria na última ronda. O pequeno recinto do Lisgás encheu, literalmente, de adeptos para a última jornada do Campeonato de Lisboa. Muitos adeptos alcantarenses não conseguiram entrar, mas os gritos de Atlético-Atlético-Atlético ouviram-se intensamente.
Só a vitória interessava às gentes de Alcântara e o jogo com o Benfica prometia emoção. O Unidos de Lisboa estava somente a um ponto de distância e nada estava garantido.
Porém o Benfica foi incapaz de bater os basquetebolistas do Atlético, e o nosso clube venceu por concludentes 58-30, sagrando-se assim, logo no ano de estreia, Campeão de Lisboa em Basquetebol.

Campeonato de Lisboa de Basquetebol, 1942/43.

Posição Clube Jogos Pontos
Atlético 22 61
Unidos de Lisboa 22 60
Benfica 22 52
Lisgás 22 49
Belenenses 22 45
Algés 22 42
Maria Pia 22 40
Carnide 22 40
Sporting 22 38
10º Campo de Ourique 22 36
11º Rio Seco 22 31
12º Ateneu 22 31

Luís Pinheiro, Artur Tavares, Mário Pinheiro, Luís Neves, José Pereira, António Mendes, Luís Machado, José Ferreira e Américo Nunes foram os jogadores campeões de Lisboa pelo Atlético Clube de Portugal.

Em reservas o título foi igualmente vencido pelo Atlético Clube de Portugal. Infelizmente a primeira participação no Campeonato Nacional não deu seguimento à boa campanha do Campeonato de Lisboa, com o Atlético a ser eliminado pelo Carnide, que viria a sagrar-se campeão nacional.