Vitória eleva alcantarenses ao 3º lugar.
A equipa orientada por Pedro Hipólito venceu hoje o Académico de Viseu por 1-0, e passou a ocupar o terceiro lugar da tabela classificativa da Segunda Liga.

À entrada para esta jornada Académico e Atlético estavam separados por um ponto, com a nossa equipa atrás do Académico, portanto adivinhava-se um jogo disputado, o que até certo ponto se verificou.

A equipa viseense entrou melhor na partida, com Bura, aos oito minutos a cabecear com perigo na sequência de um livre. A resposta do Atlético deu golo, aos 10 minutos, num cruzamento com conta, peso e medida para a cabeça de Djikiné, que na área cabeceou certeiro para a baliza do Académico.

Aos 37 minutos Malele viu o segundo cartão amarelo e o Atlético passou a jogar com 10. Com mais um elemento em campo o Académico pressionou e assustou, com Clayton a enviar uma bola ao poste já em cima do intervalo.

Na segunda parte, Ricardo Chéu, treinador do Académico, apostou no ataque, tirando um dos centrais e colocando mais um homem na frente, mas os comandados de Pedro Hipólito aguentaram-se e fecharam os caminhos para a baliza de Mickael Meira, conquistando assim os três pontos.


9ª Jornada, Segunda Liga 2015/16
Jogo no Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu.
ACADÉMICO VISEU 0-1 ATLÉTICO
Ao intervalo: 0-1.
Marcador: Djikiné (10′).

Ac. Viseu: Ricardo Janota, Tiago Costa, Bura, Lameirão (Tiago Borges, 45′), Kiko, Romeu, João Ricardo, Clayton (Yuri, 79′), Alex Porto (Fortes, 45′), Carlos Eduardo e Fábio Martins.
Suplentes: Ruca, Tiago Gonçalves, Gradíssimo, Forbes, Tiago Borges, Yuri e Tomé.
Treinador: Ricardo Chéu.

Atlético: Mickael Meira; Duarte Machado (C), Gerevini, Pierre Mbemba, Jorge Ribeiro, Djikiné, Celestino, Hélio Cruz (Jefferson, 51′), Stheb (Regula, 78′), Malele e Nadson (Minor López, 51′).
Suplentes: Danilo, Jefferson, Pires, Palacios, Pedro Almeida, Minor López e Regula.
Treinador: Pedro Hipólito.

Árbitro: Rui Silva (Vila Real).
Acção disciplinar: cartão amarelo para Hélio Cruz (6′), Djikiné (24′), Bura (28′), Malele (30′ e 37′), Mickael Meira (67′) e Regula (83′). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Malele (37′).