A um jogo do final do Campeonato da nossa equipa de Juvenis B, o treinador Blessing Lumueno quis deixar publicamente a sua opinião do que foi a época 2014/15 para a nossa rapaziada.

«Mais do que a ante-visão do jogo interessa-me fazer um balanço do que foi uma época brilhante para estes jogadores. É um ano surpreendente para a maioria que os olha de fora por eles serem anões, mas eles têm talento. São jogadores que já faziam parte do clube em anos anteriores, excepção feita a um, e que por isso toda a gente julgava conhecer. Conheceram agora, por terem tido a possibilidade de crescer com a equipa B e com uma forma de jogar que vai de encontro ao que de melhor eles têm – o passe, e a inteligência.»

«Poder-se-à pensar que esta semana é absolutamente decisiva para que a equipa entre na história do clube. Mas esse é um pensamento pequeno, de quem não entende que o trabalho de toda uma época não pode nunca ser julgado num jogo. Estes jovens acabam de fazer – com ou sem este jogo – uma época tremenda, que já está na história do clube. Não só pelo facto de estar no primeiro lugar há várias jornadas seguidas, mas por tudo o que alcançaram ao nível de jogo este ano. Estes miúdos chegam aqui com uma derrota. É um grupo que nesta segunda volta em treze jogos ganhou onze. É uma equipa que joga bem, que diverte quem os vem ver jogar, que gosta que a bola seja a estrela principal da equipa, e isso é o melhor elogio que lhes posso fazer.»

«Aconteça o que acontecer em Algés a época deles foi brilhante! Já estão na história do clube, e já são para os mais novos uma grande referência, e eles o sabem. Tudo graças ao trabalho deles, ao talento deles, à mentalidade que tiveram sempre na adversidade. E eles bem sabem o quão difícil está ser este ano, sobretudo pelas lesões que têm afastado muitos colegas há muitos meses, e pelos que subiram ao escalão acima. São miúdos que treinam muito bem, que têm fome de conhecimento. São uma grande referência para mim, para o André, para o Tiago e para o Gonçalo, por tudo o que eles nos permitiram fazer, pelo que nos foram ensinando ao longo do ano.»

«Boa sorte para o jogo e divirtam-se porque nós nos divertimos imenso convosco! E que saibam que, não será nunca para nós treinadores, para nós que muito admiramos o que conseguiram, para nós que temos o privilégio de os treinar e guiar, mais três pontos ou menos três pontos que farão de vocês o que já são – Campeões!»