O Atlético não conseguiu levar de vencida o Palmense, em jogo da 2ª Jornada da 1 ª Divisão da Associação de Futebol de Lisboa, este Domingo, tendo dividido os pontos com a turma de Palma de Baixo.

Não foi, apesar disso, uma exibição superior a da equipa visitante, mas não há que negar que fizeram pela vida, levando a água ao seu moinho, sem pressas, na boa paz do Senhor, perante um Atlético muito esforçado, mas ainda um pouco preso de ideias, e, também, com um pouco de azar na altura da finalização.

O primeiro golo da tarde tardou 23 minutos, e surgiu para a equipa forasteira. Um livre junto à linha lateral para o Palmense que chega ao segundo poste onde aparece um jogador de vermelho a cabecear para o coração da área, onde surge um companheiro que desvia para o fundo das redes à guarda de André Antunes.

O Atlético até tinha sido a primeira equipa a criar perigo, aos 8’, num livre de José Viegas que chega aos pés de Kelson, mas o extremo alcantarense não consegue emendar para o fundo da baliza do Palmense.

E a reacção ao golo sofrido esbarrou numa boa intervenção de Luís Crux, guardião do Palmense, que negou a José Viegas o golo na transformação de um livre directo.

A segunda parte principia com uma boa oportunidade para o Palmense, mas com finalização defeituosa que acabou por evitar males maiores para o conjunto alcantarense.

Apercebendo-se do atrevimento adversário, Rafael Gomes decide mexer no Xadrez e faz duas substituições de uma assentada, mudando a frente de ataque da sua equipa. O Atlético em poucos minutos passa a ter mais presença na área do Palmense e o golo acaba por surgir com alguma naturalidade, aos 62’, com Frederico Silva a desviar na pequena área uma jogada de insistência do ataque do Atlético.

A equipa da casa, por cima do jogo, ainda vê Leonardo Pires a chegar ligeiramente atrasado a um cruzamento de Frederico Silva, mas acabou por ser situação isolada, já que o Palmense, apesar de ter abdicado de ter a bola, soube ser paciente, e evitar que o seu guardião tivesse de se aplicar até ao fim da partida.

Numa altura em que se encontrava balanceado no ataque, ainda houve tempo para um pequeno susto, com o Palmense a surgir com um jogador isolado na cara de André Antunes, mas o guardião alcantarense foi mais forte no confronto directo com o seu adversário e não permitiu ao Palmense festejar outra vez no jogo.

1ª Divisão AF Lisboa, 2016/17
2 Outubro 2016 | Domingo | 15:00 H
Estádio da Tapadinha, em Lisboa.

ATLÉTICO 1-1 PALMENSE
Marcadores:
0-1, Palmense (23’);
1-1, Frederico Silva (62’).

ATLÉTICO: André Antunes; Dery Hernandez, João Canha, Ademar Timas (C) e Ruben Muanza; Pedro Fonseca (Leonardo Pires, 59′), Vavá (Vítor Henriques, 84′) e Leandro Silva; Kelson (Rui Dias, 84′), José Viegas e Ricardo Lopes (Frederico Silva, 59′).
Suplentes: Nuno Colaço, Rui Dias, Frederico Silva, Joel Furtado, Léo Santos, Vítor Henriques e Leonardo Pires.
Treinador: Rafael Gomes.

Árbitro: António Lopes.
Assistentes: António Brito e Bruno Albuquerque.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Leandro Silva (69’).

Publicado por Atlético Clube de Portugal em