O Atlético continua a sua perseguição aos lugares cimeiros da tabela, que dão acesso à fase de subida, e voltou a fazer uma exibição personalizada que acabou por garantir três pontos ante um Eléctrico que rematou (e muito), mas sem critério.

Eficazes, os comandados de Marco Pires foram a primeira equipa a criar perigo, quando aos 24′ Joel Furtado, numa jogada de insistência, acerta nas malhas laterais.
Na próxima jogada de perigo viria a acontecer o golo inaugural, com Mário Simões, no lado esquerdo, a virar o flanco de jogo para Ricky. O avançado trabalha bem, entra na área e dispara para o primeiro golo da tarde.

Na segunda parte o Eléctrico parte o jogo, passa a apostar nos lançamentos a partir da sua defesa e chega a assustar. À passagem da hora de jogo Miguel Ângelo acerta na barra da baliza de Fragoso.

Refeitos do susto, os jovens alcantarenses partem em busca do golo da tranquilidade, e Mário Simões ensaia o remate aos 63′, mas João defende para canto. Seria na próxima, sete minutos mais tarde, remate colocado de Mário Simões ainda de fora da área, e bola no canto superior da baliza forasteira.

Na resposta ao segundo golo do Atlético, uma bola bombeada para a área alcantarense obriga Fragoso a defesa apertada para canto. Já bem perto do fim é Macedo a ter boa iniciativa individual, mas o remate sai por cima.

Na próxima jornada o Atlético desloca-se ao reduto do Caldas, para disputar a 4ª jornada, no dia 26 de Setembro às 15:00.


3ª Jornada, Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Juniores, 2015/16.
Jogo no Campo nº2 do Estádio da Tapadinha, em Lisboa.
ATLÉTICO 2-0 ELÉCTRICO
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Ricky (31′) e Mário Simões (70′).

Atlético: Fragoso; Vítor Domingues, Cunha, Tavares e Mário Simões; Sandro Martinho (C), Henrique Ribeiro (Macedo, 66’), Sérgio Ferreira (Marcos Silva, 76′) e Ricky; Figueiredo (Marinho, 57’) e Joel Furtado.
Suplentes: Sandro Mourão, Benny, Macedo, André Silva, Marinho, Marcos Silva e Amaral.
Treinador: Marco Pires.

Eléctrico: João, Miguel Catarino, Jorge, Maxi, David, Eduardo (C), Rui (Luís Rodrigues, 71′), Cadete, Renzo (Jair, 54′), Miguel Ângelo e Edson.
Treinador: João Nivea.

Árbitro: David Salvador.
Assistentes: João Lourenço e Luís Almeida.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Renzo (14′) e Maxi (62′).