Tarde nublosa na Tapadinha mas sem chuva, propícia para um jogo entre duas das equipas que melhor futebol praticam nesta divisão. Um encontro que opôs dois históricos de palmarés invejável no panorama nacional, com uma amizade e respeito que perduram ao longo do tempo.

O jogo começou de uma forma muito disputada taticamente, a um nível superior que esta divisão está acostumada.  O Atlético mostrou ter a lição bem estudada, apresentando-se bastante organizado defensivamente, partindo com perigo em transações rápidas, a tentar jogar na velocidade dos seus atacantes. E foi assim que, num ataque rápido e com bom envolvimento ofensivo, Tomás Carvalho apareceu isolado na cara do guarda redes adversário, e sem contemplações fez o primeiro golo da partida para gáudio das duas centenas de alcantarenses presentes. Reação do Estoril, líder da tabela classificativa, que tentou empurrar o Atlético para o seu meio-campo, tomando conta do jogo, mas mais por um domínio consentido que por mérito da sua equipa, mas chegando ao intervalo com o Atlético a vencer por uma bola sem resposta.

A segunda parte iniciou-se como começou a primeira, com um Atlético a mostrar vontade e organização, tomando conta do jogo, instalando-se no meio campo adversário. Foi assim que fruto de um livre sobre a direita, e depois de uma jogada individual de Cláudio, que rematou para uma defesa incompleta do guarda-redes adversário, a bola sobrou para o nosso central Francisco, que quase que entrou com a bola dominada pela baliza dentro: estava feito o segundo golo da partida. Mesmo depois do segundo golo, era o Atlético que mais perigo criava mostrando que na fortaleza da Tapadinha será difícil para qualquer equipa vir aqui conquistar pontos. Foi com naturalidade que aos 28’ da segunda parte, depois de mais um ataque bem construído a partir do nosso meio campo, que Félix, num remate colocado à entrada da área fez o terceiro sem hipóteses para o guardião canarinho. E se o óbvio teria sido tirar o pé do acelerador, Rafael Gomes refrescou a equipa, mas a toada permanecia, e num ataque rápido pelo lado direito, protagonizado por Pedro Paz, acabado de entrar, que a entregou redondinha para Serginho terminar o jogo em beleza.

Atlético 4-0 Estoril Praia

Alinharam: Fonseca (GR), Félix, Francisco, Canha, Nunes; Pedro, Dani e Edu; Cláudio, Serginho e Tomás Carvalho. Jogaram ainda: Omar, Pedro Paz, Marcos, Gama e Chagas.

Golos: Tomás Carvalho, Francisco, Félix e Serginho.