Num jogo de nervos à flor da pele e com reviravoltas no marcador, a nossa equipa mostrou, uma vez mais, a raça que a caracteriza e que a levou a mais uma vitória: ADCEO 3 – 4 Atlético Clube de Portugal.

Com uma primeira parte menos conseguida da nossa parte, o adversário chegou a intervalo a vencer por 2 bolas a 0, fruto de 2 golos marcados por intermédio de bola parada.

Porém, na segunda metade, tudo mudou: alguns ajustes tácticos, uns jogadores a sair e outros a entrar, mais atitude e concentração em campo, sectors mais coesos… alcançámos a tão desejada vitória.

O 1-2 é marcado por Edu num grande remate de ressaca à entrada da área, com a bola a embater ainda no poste da baliza adversária. O empate por 2 a 2 surge através de um auto-golo. A reviravolta surge com o 3º golo a ser assinado por Francisco Moreira (o central Chico) a desviar a bola de calcanhar para um belo golo que trouxe euforia a todos os Atléticos presentes no campo do ADCEO.

Contudo, a equipa adversária – outra vez de ‘bola parada’ (isto é, de um lançamento de linha lateral pelo defesa-esquerdo adversário, Rafael Pinto, curiosamente um jogador que envergou a nossa camisola nos escalões de formação) chegou ao empate por 3 bolas a 3.

“Emoções fortes” não é somente um título adjectivado, corresponde bem à realidade deste jogo… Já nos minutos finais, a nossa equipa chega ao golo por Tomás Carvalho: bola lançada por Fonseca para Cláudio que aproveita muito bem o espaço concedido, espera pela oposição do adversário e solta no segundo certo para Tomás colocar a bola dentro da baliza com um remate forte e colocado.

Mais uma vez, há que salientar a presença de adeptos do Atlético num campo que não é o nosso, onde mais uma vez éramos mais do que os adeptos da casa. A subida já está garantida, mas a ambição de sermos campeões desta divisão continua lá.

No próximo Domingo na Tapadinha joga-se o último jogo do campeonato, onde apelamos à presença de todos os associados e adeptos do Atlético!

Equipa titular:

Fonseca (GK); Félix, Canha, Chico, Tomás Nunes; Pedro Fonseca, Marcos e Dani Costa; Tomás Gama, Serginho e Tomás Carvalho. Entraram ainda: Ferraz, Daniel Almeida, Omar, Cláudio.