Quando tomámos posse como dirigentes do Atlético Clube de Portugal, assumimos que a nossa prioridade era a resolução do problema do futebol profissional, encarando o problema da SAD de frente.
Foi isso que fizemos: em conjunto com os nossos Advogados, Abreu e Associados, Sociedade de Advogados, a quem, penhoradamente, agradecemos, em especial ao Dr. Fernando Veiga Gomes, delineámos uma estratégia jurídica que visava a resolução da questão SAD.

Tendo esbarrado numa série de silêncios e omissões, não nos restou outra alternativa que não fosse requerer a insolvência da mesma, considerando o volume brutal do passivo e ausência de qualquer activo considerável.

Esse processo culminou com a sentença de insolvência, que transitou em julgado a meio do mês de Junho – restando agora aguardar pela resolução judicial do passivo.

As vitórias assumem-se e não podem deixar de ser referidas, é certo, mas este também é um momento de tristeza: o Atlético Clube de Portugal correu sérios riscos de desaparecer. Não julgando os actos de quem nos antecedeu, podemos hoje afirmar que a constituição da SAD, naqueles termos, foi um erro que se pagou caro.

Felizmente, sublinhamos, o ACP resistiu e agora podemos construir o futuro, tendo em atenção a autonomia que voltámos a ter sobre o futebol profissional, projectando-o na órbita do clube.

Na véspera das Romarias, não podemos deixar de salientar que os poderes públicos continuam ausentes do que se passa na esfera do futebol profissional, não regulamentando a entrada de capital de origem desconhecida no desporto, o que trará graves problemas no futuro. Se esse já não é o nosso problema, não podemos deixar de referi-lo, oferecendo a nossa ajuda para quem atrás de nós vier – e serão muitos.

O Atletico que sai desta temática é um Clube mais forte, mais consciente e capaz de resolver os seus problemas. Mas também um clube que perdeu grande parte da massa associativa e que precisa de a recuperar, para que possa ser, de novo, grande entre os grandes.

Pedimos, assim, a vossa atenção e ajuda para a campanha que aí vem e que precisa da vossa participação! Estejam atentos!