Mafra e Atlético encontraram-se hoje para a quinta jornada da Divisão de Honra de juniores e dividiram os pontos, numa partida em que em que a equipa de arbitragem acabou por ter influência directa no resultado, fruto de uma grande penalidade inexistente assinalada contra a equipa alcantarense já em período de descontos que acabou por dar o empate à equipa da casa.

Ambas as equipas já não venciam uma partida há algum tempo e isso acabou por se notar durante os primeiros quarenta e cinco minutos, com ambos os conjuntos a rubricarem uma exibição cinzenta, e em que o único sinal de perigo aconteceu aos 19 minutos, num lance em que Leandro Mendes recolhe uma bola perdida na linha e flecte para o centro do terreno, mas o remate em arco acaba por sair pela linha de fundo.

Fora essa situação, uma mão cheia de nada, com a inspiração a faltar em ambas as equipas, que se perderam na luta a meio campo e acabaram por dar uma primeira parte descansada aos guarda-redes.

Após o intervalo as coisas agitaram. Os treinadores de Mafra e Atlético mexeram nas respectivas equipas e a bola passou a rondar ambas as áreas. Seria o Mafra a primeira equipa a dar sinais de inconformismo com o resultado aos 54′, mas Ricardo Carolino tem boa intervenção a um remate à entrada da área e nega o golo aos homens de Paulo Bento.

O Atlético respondia na mesma moeda, e Paulo Andrade deixou o primeiro aviso aos 55′ daquilo que estava para vir. Aos 57′ Paulo Barros recupera uma bola na defesa, entrega a Marinho que isola Paulo Andrade na cara do guardião Mafrense. O Ponta-de-Lança do Atlético não perdoa e faz o seu segundo golo no campeonato. O Atlético anima, e passa a controlar o jogo, criando algumas situações. Na retina fica uma boa combinação aos 67′ entre Miguel Gomes, Paulo Andrade e Leandro Mendes, com o último a rematar frouxo e ao lado. No minuto seguinte, situação flagrante para o Atlético, com Miguel Gomes a surgir isolado na grande área, mas o guarda-redes do Mafra a tapar bem os caminhos para a sua baliza.

Contra a corrente do jogo o Mafra chegaria ao empate, aos 70′, num livre bombeado para a área que sofre vários ressaltos, com a bola a sobrar para o segundo poste, onde um jogador do Mafra remata para o fundo das redes à guarda de Ricardo Carolino.

O Atlético não acusa o golo e cinco minutos depois passa para a frente do marcador, com Leandro Mendes a combinar com Marcelo Silva, e na tentativa de cruzamento a bola acaba por fazer um arco e entrar no canto superior mais distante da baliza do Mafra.

O Mafra, de forma atabalhoada acaba por voltar a criar perigo, mas Ricardo Carolino nega o golo aos mafrenses aos 86′ com uma grande defesa. Mas seria no primeiro minuto dos descontos que um erro do juiz da partida iria manchar uma actuação da equipa de arbitragem que até ao momento estava a ser positiva. Rivaldo, dentro da grande área ganha um lance dividido com um atacante Mafrense, mas o juiz da partida entendeu que havia motivo apra falta, num lance que, quanto a nós, foi limpo. Na respectiva grande penalidade o Mafra não dá hipótese de defesa a Ricardo Carolino e empata a partida.

O Atlético, com este resultado, cai para o 11º lugar, com 5 pontos, a 10 do líder, o Damaiense.

Divisão de Honra AF Lisboa, 2016/17
29 Outubro 2016 | Sábado | 15:00 H
Campo João Simões, São Miguel de Alcainça – Mafra.

MAFRA 2-2 ATLÉTICO
Marcadores:
0-1, Paulo Andrade (57′);
1-1, Mafra (75′);
1-2, Leandro Mendes (75′);
2-2, Mafra (90’+1, gp)

ATLÉTICO: Ricardo Carolino; Augustus, Gonçalo Salgado, Paulo Barros e Tomás Chagas; Rivaldo, Marinho (C)(Marcelo Silva, 74′) e Miguel Antunes (Luís Viana, 45′); Miguel Gomes, Paulo Andrade (André Martins, 88′) e Leandro Mendes (Tiaguinho, 88′).
Suplentes: Kevin Tavares, Stelnio, Tiaguinho, André Martins, Luís Viana, Marcelo Silva e Cláudio Gomes.
Treinador: Paulo Bento.

Árbitro: Márcio Azevedo.
Assistentes: Bernardo Borges e Telmo Baptista.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Paulo Barros (29′), Rivaldo (69′ e 90’+1), Leandro Mendes (75′) e Tomás Chagas (90’+2). Cartão vermelho por acumulação para Rivaldo (90’+1).