Avançamos mais uma ronda na Taça da AFL: A equipa sénior do Atlético Clube de Portugal passou mais uma eliminatória!

O jogo decorreu no campo do Sport Clube Frielas numa tarde onde o sol brilhava acompanhado de um vento que, para além de gelado, era intenso. Porém, o jogo começou bastante “quente” e abriu quase de imediato com um golo do Atlético: jogada de envolvimento atacante onde o defesa-esquerdo Chagas (um dos frutos da formação do Atlético que faz parte da equipa sénior) executa um cruzamento tenso para Edu que, ao desviar-se do guarda-redes adversário, remata à baliza e vê o golo a ser negado. Mas, na recarga, e de forma oportuna, Cláudio aparece para colocar a bola na baliza adversária.

Estava feito o 1º golo da partida logo nos minutos iniciais, mas ainda com muito jogo pela frente. Apesar de termos tido mais 1 ou 2 ocasiões perigosas para dilatar o resultado, a verdade é que a equipa do SC Frielas (que está em 1º lugar da sua série, na mesma 1ª divisão distrital) teve maior pendor ofensivo e dominou os primeiros 45 minutos, embora sem nenhuma ocasião flagrante.

À entrada da 2ª parte, a história repetiu-se: nos primeiros minutos, surge o golo do Atlético. Desta vez com um autogolo da equipa adversária, onde após um cruzamento/remate de Tojó, a bola é desviada e acaba por entrar na baliza. Com o jogo bem disputado e com boas boa atitude de ambas as equipas, o “jogo jogado” não foi riquíssimo em oportunidades flagrantes de golo: a registar apenas 4, duas para cada lado e a terminarem com 1 golo cada uma. Passamos a explicar: a primeira oportunidade para o SC Frielas surge através de um livre bem marcado com o nosso GR Fonseca a fazer uma excelente defesa. Na jogada seguinte, e através de uma jogada estudada de bola parada, o SC Frielas reduz a desvantagem para 2-1, faltando cerca de 25min para serem ainda disputados. Já para o Atlético, existe também uma oportunidade (Cláudio antecipa-se e rouba a bola à defesa adversária e remata à baliza que, com algum infortúnio, não conseguiu dirigir o esférico com a pontaria desejada) e um golo (novamente uma boa jogada do lado esquerdo com Serginho a cruzar rasteiro para Omar que, acabado de entrar, desfere um remate em jeito que alargou o marcador).

A vitória acaba por ser um resultado justo para uma equipa que tem vindo a saber aproveitar os momentos ofensivos e a conseguir ser bastante assertiva em aumentar o marcador.

De realçar, uma vez mais, a excelente mancha de adeptos e sócios do Atlético que se dirigiram a mais uma deslocação fora para acompanhar a equipa.

Avançamos para mais uma ronda da Taça da AFL e esperemos que a sorte dite um jogo na nossa casa: o Estádio da Tapadinha.

 

Alinharam pelo Atlético: Fonseca (GR), Félix, Francisco, Canha, Chagas; Pedro Fonseca, Tomás Gama, Edu; Serginho, Cláudio e Tojó. Entraram ainda: Dani, Pedro Paz, Omar, Viana e Ferraz.