Num jogo disputado do primeiro ao último minuto, o Atlético Clube de Portugal foi hoje eliminado da taça de Portugal de seniores femininos, na Amora, perdendo por 3 a 1 contra as locais.
A sorte do jogo não quis nada connosco: um golo anulado, por uma decisão absurda do árbitro assistente do lado da central, com o resultado empatado a zero é uma bola ao poste, na soberba marcação de um livre directo, a acabar a primeira parte, que repunha a igualdade no marcador, ditaram o resultado final.
Ao golo anulado, respondeu o Amora com dois golos de rajada. Não baixando os braços, as flechas de Alcântara, através de um remate de fora da área de Pardal, a nossa central goleadora, mantiveram-se em jogo.
A segunda parte começou com pressão alta do Atlético, a que o Amora respondeu com (mais uma vez) muita sorte: uma bola bombeada para a área resultou num golo que contrariava a corrente do jogo.
Ainda assim, as nossas mulheres não se intimidaram: lutaram até ao fim pela reposição material de justiça.
Não deu para mais, mas a imagem que deixámos não deixa qualquer dúvida: lutaremos em todos os campos pela vitória!Uma palavra para o nosso público, que apoiou no primeiro ao último minuto e uma chamada de atenção para a desastrada actuação da equipa de arbitragem: a festa da Taça merecia uma equipa de arbitragem que não tivesse decidido o resultado a favor da equipa da casa. Foi uma tarde infeliz para a arbitra principal, é certo, mas foi, sobretudo, uma tarde absolutamente negra para o árbitro assistente do lado da central. Uma situação que merece análise por parte da Federação e a que o Atlético Clube de Portugal promete estar atento.

Equipa inicial: Margarida Costa. Cátia Sousa, Andreia Sousa, Sara Pardal., Cláudia Lopes. Sara Sobral,Cláudia Neves (cap), Rita Ingles, Ana Gama. Jessica Soares, Sara Reis. Jogaram ainda-Marta Santos, Bruna Araújo, Rita Palma.