Nos minutos iniciais foi o Atlético a trocar bem a bola, mas a ser inconsequente, sem criar perigo para a baliza da equipa da casa. Quando finalmente a equipa do Vialonga chega à baliza de Ricardo Carolino foi para criar perigo. Aos 14′ o guarda-redes do Atlético demonstrou estar atento e segurou bem a bola num livre descaído na direita.

Voltava o Atlético a fazer circular a bola, principalmente entre combinações no meio-campo, com Miguel Antunes a pegar na batuta e a dirigir a orquestra na zona intermediária, com os interiores Rivaldo e André Martins a dar linhas de passe e os avançados a procurar o espaço para criar perigo. Lá atrás era Luís Viana a “carregar o piano”, varrendo tudo no seu raio de acção, impedindo que Ricardo Carolino tivesse uma tarde carregada de trabalho.

Apesar do domínio, apenas por duas vezes o Atlético consegue visar a baliza adversária, primeiro por Miguel Gomes e mais tarde por Tiaguinho, mas sem sucesso. Com um empate a zero chegava-se ao intervalo. E a segunda parte começa da mesma maneira, com o Atlético a pegar no jogo. Mas foi letal e venenoso o contra-ataque do Vialonga, que aos 47′ chegava ao golo, com a bola a ser cruzada na esquerda e a entrada de rompante ao primeiro poste do avançado da casa a bater Ricardo Carolino para o primeiro golo da tarde.

A resposta ao golo vem do “maestro” Miguel Antunes, aos 49′, que ao ver o guarda-redes adversário fora da baliza remata de primeira um alívio da defensiva do Vialonga e acerta na trave. O Atlético veria um golo anulado pouco depois, aos 53′, por pretenso fora de jogo, e sempre por cima do adversário iria marcar aos 60′, numa grande penalidade convertida por Leandro Mendes.

O mesmo Leandro iria ter ocasião soberana de golo três minutos depois, quando isolado perante o guarda-redes do Vialonga tenta desviar a bola em arco, mas sai largo e a bola passa a escassos milímetros da baliza. Confiante, o avançado do Atlético iria ver ainda um remate devolvido pela trave, aos 79′, um pouco antes de o arbitro da partida anular novo golo do Atlético, e nova decisão muito contestada pela equipa visitante.

Mas estava escrito que o Atlético não sairia de Vialonga sem os três pontos, e é no segundo minuto de compensação que a equipa de Gil Velez vê o seu esforço recompensado, quando após boa combinação com Tomás Chagas já dentro da área adversária, Paulo Andrade remata rasteiro para o golo da vitória.

O Atlético garantia assim a vitória, aumentando para sete o número de vitórias consecutivas na Divisão de Honra.

Divisão de Honra AF Lisboa, 2016/17
14 de Janeiro de 2017 | Sábado | 15:00H
Jogo no Campo de Jogos do Grupo Desportivo de Vialonga, Vialonga.

VIALONGA 1-2 ATLÉTICO
Marcadores:
1-0, Vialonga (47′);
1-1, Leandro Mendes (60′);
1-2, Paulo Andrade (90’+2).

ATLÉTICO: Ricardo Carolino; Gogas, Augustus (C), Paulo Barros e Tiaguinho; Luís Viana, Rivaldo (Paulo Andrade, 71′), André Martins (Tomás Chagas, 45′) e Miguel Antunes; Marcelo Silva (Leandro Mendes, 55′) e Miguel Gomes (João Carlos, 71′).
Suplentes: Kevin Tavares, Stelnio Gama, Tomás Chagas, Rui Craveiro, Paulo Andrade, João Carlos e Leandro Mendes.
Treinador: Gil Velez.

Árbitro: Flávio Lima.
Acção disciplinar: cartão amarelo para Luís Viana (22′), André Martins (44′), Augustus (68′) e Gogas (74′).

PosiçãoClube
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
153 d´Agosto 1885
15
15
15AMSAC
15Acad. Ciências
15
15
15
15
15
15
15
15
15
15
15CAD
15
15
15
15
15Casa Povo Arcena
15
15
15
15
15
15
15
15
15
15Fonsecas e Calçada
15Fundação Salesianos
15
15Futsal Oeiras
15
15GROB
15
15
15Internacional Lisboa
15
15
15Monte Agraço
15Murches
15
15
15Oficinas São José
15
15
15
15Os Vinhais
15
15
15Portela
15Pregança
15Presa Casal Rato
15
15Quinta dos Lombos
15Rangel
15
15
15
15
15Sassoeiros
15
15
15
15São Brás
15
15Torpedos
15
15
15
15
15Vila Verde
15