Pelas quinze e trinta do passado dia 23 de Janeiro, reuniram em Assembleia Geral os associados do Atlético Clube de Portugal, no ginásio sito no Estádio da Tapadinha. Esta reunião extraordinária, teve como ordem de trabalhos:

1.) Discussão sobre a situação geral do clube;
2.) Eventual demissão dos órgãos sociais;
3.) Nomeação de uma Comissão Administrativa até à realização do acto eleitoral subsequente.

Foi uma das mais concorridas da História recente do Atlético Clube de Portugal, e contou com a presença de cerca de uma centena de associados que, durante cerca de duas horas, se debateram num ambiente verdadeiramente Democrático.

Pese embora o conteúdo da ordem de trabalhos, a verdade é que os pontos dois e três não chegaram a ser colocados à apreciação da Assembleia.

Num estrito espírito de cooperação, os requerentes da mesma e os Órgãos Sociais do Clube demonstraram a união de todos os Atléticos, apresentando à mesa um requerimento para a anulação destes pontos da ordem de trabalhos, que estipulava a marcação de eleições para o dia 22 de Maio de 2016, subscrito pela totalidade dos intervenientes, e que viria a ser aprovado por unanimidade pelos presentes.

A Assembleia terminaria por volta das dezoito horas, em ambiente de convívio, e de satisfação pelo resultado final.