Num jogo importante onde se defrontavam os finalistas da 2ª Divisão da AF Lisboa da temporada passada, o Atlético enfrentava a única equipa que à passagem da 5ª jornada ainda se mantinha invicta.

O jogo começou praticamente com o golo da equipa da casa aos 30 segundos, numa transição rápida do Frassati que apanhou a equipa do Atlético descompensada defensivamente e que permitiu inaugurar o marcador.

O jogo foi sempre muito bem disputado entre as duas equipas que se encaixaram a nível tactico e que se iam anulando, embora o Atlético fosse mais incisivo no ataque pois estava em desvantagem no marcador. Os remates de longa distancia iam-se sucedendo até que numa transição rápida a equipa do Atlético, conquista a superioridade numérica e Eloy Gomes na zona dos 10 metros tem um remate fortíssimo que não deu hipóteses ao guardião adversário, fazendo o golo do empate à passagem do minuto 18.

As oportunidades continuaram a ser discretas salvo uma bola directa do Frassati que deixa um jogador na cara de Papeiras, mas que não conseguiu acertar com a baliza. Até ao intervalo, registo apenas para um lance de insistência de Paulinho, que fica isolado na cara do guarda redes adversário e que mesmo puxado ainda consegue finalizar para dentro da baliza, mas o arbitro interrompeu e assinalou falta, admoestando o jogador da Frassati com o segundo amarelo e respectivo vermelho. A equipa do Atlético não consegui fazer o segundo golo com um homem a mais fruto do desacerto e da forma compacta que o Frassati soube defender em inferioridade numérica.

Após o intervalo o Atlético entrou com uma atitude mais dinâmica, sendo mais incisivo no plano ofensivo. A equipa de Nuno Venas teve alguns lances de golo eminente, como foi o caso de um chapéu de Rodrigo Cordeiro que foi tirado em cima da linha de golo por um jogador do Frassati. A atitude ofensiva do Atlético permitia abrir espaços e a equipa da Frassati também ia criando situações de perigo, mas Papeiras ia resolvendo os problemas que lhe eram colocados à prova.

O Atlético continuava á procura da cambalhota no marcador e chega mesmo a atirar uma bola á barra com um forte remate de Bruno Mendes, que o guarda redes adversário desvia para o travessão. O guarda redes adversário ia evitando o segundo golo do Atlético como podia, exemplo disso é uma excelente defesa a um remate de Paulinho numa excelente jogada de envolvimento ofensivo. Aos 20 minutos da segunda parte chegava o momento que ia decidir o jogo.

Depois de Hugo Oliveira ver uma bola desviada novamente perto da linha de golo por um defesa do Frassati na sequencia do canto, Eloy Gomes remata para a baliza e a bola é interceptada pelo braço de um jogador do Frassati dentro da área. Grande penalidade assinalada sem qualquer margem de duvidas. Papeiras é chamado á conversão do castigo máximo e o guarda redes do atlético não deu qualquer hipótese com um remate que entrou no canto superior esquerdo da baliza. O Atlético dava assim a cambalhota do marcador.

A partir daqui o Frassati atacou mais à procura do golo da igualdade, mas Papeiras ia opondo-se ás iniciativas do adversário defendendo alguns lances de perigo. Aos 29 minutos da segunda parte o Frassati arrisca o cinco para quatro mas não conseguiu transpor o bloco defensivo do Atlético e o jogo terminaria com uma vitoria importante e muito difícil da equipa orientada por Nuno Venas

1ª Divisão AF Lisboa, 2016/17
30 Outubro 2016 | Domingo | 18:00 H
Rigue coberto do Varejense, em Lisboa

FRASSATI 1-2 ATLÉTICO
Marcadores:
1-0, Frassati (1′);
1-1, Eloy gomes (18′);
1-2, Papeiras (50′, gp)

ATLÉTICO: Papeiras, Bruno Piçarra (C), Hugo Oliveira, Tiago Rodrigues e Hugo Patraquim.
Jogaram ainda: Paulinho, Afonso Serafim, Bruno Mendes, Eloy Gomes, Rodrigo Cordeiro e Pedro Toureiro.
Suplentes não utilizados: David Ferreira.
Treinador: Nuno Venas.