Tarde de futebol na Tapadinha, com a equipa do Atlético a balancear-se no ataque desde o primeiro minuto. Quem pensa que o futebol das divisões inferiores só pode ser jogado através do pontapé para a frente, é porque nunca veio à Tapadinha esta época.

O Atlético foi sempre uma dor de cabeça para a defesa do Santa Maria, muito por culpa de um tridente ofensivo, composto por Serginho, Claudio e Carvalho, e um constante apoio de Dani. Bola no pé, triangulações e desmarcações constantes, foram a chave para desmontar a defesa adversária.

Foi assim com naturalidade que o Atlético chegou ao primeiro golo, através de um passe de Claudio a rasgar a defensiva contrária e a encontrar, numa finalização eficaz, um irrequieto Carvalho. O segundo golo foi fruto de uma jogada envolvente da nossa equipa, que através de passe após passe, viu Carvalho a desmarcar-se pelo lado direito, e perante a saída do guarda redes adversário, deu para o lado para Serginho encostar. O terceiro foi convertido por Canha através de uma grande penalidade, a castigar uma falta indiscutível sobre Carvalho.

A segunda parte iniciou-se como terminou a primeira, e foi com naturalidade de logo aos 5 minutos, o central Francisco marcou o quarto num remate de recarga. Com Pedro e Edu a dominarem o meio-campo, o Atlético carregava e depois de mais uma excelente jogada de Carvalho (que talento), assistiu Claudio, que perante a saída do guardião, picou a bola sobre ele, com elevada mestria.  O sexto golo surgiu, já depois do Santa Maria reduzir de grande penalidade, através de uma jogada pelo lado direito, protagonizada por Nunes, que após alguns ressaltos sobrou para Pedro Paz marcar o ultimo golo da partida.

Alinharam de início: Fonseca; Tainan, Canha, Francisco, Nunes; Pedro Edu, Dani; Serginho, Claudio e Carvalho. Jogaram ainda: Pedro Paz, Ferraz

Marcaram: Carvalho, Serginho, Canha (pen), Francisco, Claudio

Ao intervalo: 3-0

Resultado Final: 6-1